quinta-feira, maio 16, 2024
No menu items!
HomePoliticaPresidente da Petrobras defende explorar petróleo na foz do rio Amazonas

Presidente da Petrobras defende explorar petróleo na foz do rio Amazonas

Proposta pode colocar Jean Paul Prates em possível conflito com a área ambiental do governo.

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, defendeu em vídeo enviado ao blog um projeto da companhia qu e prevê a exploração de petróleo e gás na foz do Rio Amazonas.

“Se for comprovada a viabilidade do projeto, será um salto em direção ao futuro, uma verdadeira alavanca de novos investimentos e oportunidades”, diz Prates. “Depois da bacia de Campos e do pré-sal, estamos diante da mais nova fronteira do país, a Margem Equatorial, que vai da costa do Amapá até o Rio Grande do Norte.”
Prates argumenta que o primeiro poço que a Petrobras pretende perfurar fica a 500 km da foz do rio Amazonas, distância equivalente à que separa Rio de Janeiro e São Paulo.

“A perfuração do primeiro poço será um trabalho temporário, com duração prevista de apenas 5 meses. Em quase 7 décadas de trajetória, a gente se orgulha de nunca ter registrado um vazamento ou blow out durante a atividade de perfuração em alto-mar. Com o resultado da fase de investigação e perfuração, a sociedade terá o direito de saber qual é o real potencial dessa área, e a partir daí vamos aprofundar o debate sobre a continuidade ou não do projeto”, afirma o presidente da Petrobras.

A proposta, entretanto, pode colocar o presidente da Petrobras em rota de colisão com a área ambiental do governo. Durante a campanha de 2022, Lula (PT) defendeu pautas ambientais e afirmou em várias ocasiões colaborar com as propostas para diminuir os impactos no meio ambiente.

Para caminhar, o projeto de Prates depende de aval do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), subordinado ao Ministério do Meio Ambiente.

Em entrevista ao site Sumaúma, a ministra Marina Silva afirmou que olha para projeto de exploração de petróleo na foz do Rio Amazonas “do mesmo jeito que olhei para [a Usina Hidrelétrica de] Belo Monte. É altamente impactante, e temos instrumentos para lidar com projetos altamente impactantes.”

Mais Lidas